CARACTERIZAÇÃO GRAVIMÉTRICA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS: PROPOSTA METODOLÓGICA E RESULTADOS ALCANÇADOS

  • Diogo Caiafa Moreira Lopes de Faria Autônomo
  • Pedro Henrique Garcia Alcântara Yacamim Sustentabilidade Ltda
Palavras-chave: caracterização gravimétrica, diagnóstico, resíduos sólidos urbanos

Resumo

A regulação do setor de saneamento no Brasil (Lei 11.445/07) e, especificadamente, resíduos sólidos (Lei 12.305/10), impõe aos titulares dos serviços públicos de saneamento básico a elaboração dos Planos de Saneamento Básico e Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Esses Planos são instrumentos legais que, basicamente, diagnosticam e projetam o futuro dos territórios. Nos Planos de Resíduos Sólidos, como conteúdo mínimo à atividade de “Diagnóstico”, deve-se constar a caracterização física dos resíduos, determinada pela técnica da “análise gravimétrica”. Os autores trabalharam em processos de implantação e consolidação de coleta seletiva em municípios e de modo a atender às normas técnicas brasileiras e simplificar os procedimentos de coleta e segregação, conforme a técnica japonesa. É apresentada a proposta metodológica e os resultados alcançados em dois municípios mineiros.

Publicado
2019-01-30