ALTERNATIVAS TECNOLÓGICAS PARA TRATAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

  • Luisa Ferolla Spyer Prates Ambiência
  • Cristiane F. Pimenta Ambiência
  • Henrique F. Ribeiro Ambiência
Palavras-chave: resíduos sólidos urbanos; tratamento resíduos; alternativas tecnológicas

Resumo

A destinação final dos resíduos sólidos urbanos (RSU) ainda se resume, em quase todo o território brasileiro, no aterramento dos materiais sem qualquer processamento prévio (SNIS, 2018) o que vai de conflito com a atual Política Nacional de Resíduos Sólidos, estabelecida pela Lei nº 12.305/2010. Alternativas ao não aterramento de resíduos tendem a gerar maiores benefícios a longo prazo, com destaque para a diminuição do passivo ambiental gerado pelos aterros sanitários. Sendo assim, o presente estudo apresenta as principais alternativas existentes, com objetivo de fundamentar e a apoiar a tomada de decisão de gestores municipais na escolha da melhor forma de destinação dos RSU. No estudo foram avaliadas e comparadas seis (06) tecnologias de tratamento dos RSU: compostagem, digestão anaeróbia, incineração, gaseificação, pirólise e plasma.

Publicado
2019-01-30